sábado, 4 de agosto de 2007

Merlin

Do que são feitas as sensações e os sentimentos?
O que é a imaginação?
Um cego sonha as mesmas coisas que uma pessoa capaz de ver?
O que é um cego, no sentido conotativo?

Quem são eles?
A força dos números ímpares vêm justamente da falta de imparcialidade... existe sempre um fator decisivo, que pende para um dos lados. Um dos lados... um... é ímpar também.
Logo, 'eles' surgiram a partir do momento que três humanos - ou seres semelhantes - habitaram a Terra. Considerar a vida em outros planetas não cabe, quando se dirige à humanos.

Vegetarianos deveriam ser todos vegans ou coisa parecida. Comer ovo, utilizar pele animal no vestuário ou como a matéria-prima disso, tomar leite é um insulto. Romper com a
cadeia alimentar, o ciclo da vida e o sentido dos caninos na boca dos homens é pior ainda.

Anexos embrionários fazem parte do sistema, porém não pertencem diretamente à ele. As pessoas também.

Porque choramos? - A partir de que ponto o que é puramente abstrato interfere no concreto?

Energia. Você sente?

Eu não penso, eu sou. Eu não sou, eu sinto. Eu penso que sinto.

Porque algumas coisas são inesquecíveis, outras inevitáveis e outras... indiferentes?

Até que ponto chega o narcisismo? É correto ser humilde? É correto ser correto... ou é mais fácil? Nem sempre o que parece mais óbvio é necessariamente previsíve
l.

Porque rir da doença? Rir é uma doença? Tem cura? É o remédio?

Aliás, o que é a doença? Quem é capaz de classificar isso sabendo dosar o que acredita com o que 'é' - e pronto? Qual é o limite entre aprender e ensinar?

Porque algumas palavras não existem em todas as línguas? Não são todos dignos de se expressar da mesma forma?

Você viveria sem sexo? Totalmente afastado de qualquer prática prazerosa? A dor te dá prazer? Somente a dor física..?

Quem inventou a etiqueta? Para que tantos garfos?


Quem vai no seu funeral? Quem vai chorar? Quem vai se sentir culpado por ter falado o insuficiente... ou demais?

Existe o perdão?

Eu não me arrependo. Mas não repetiria.

O preço de ser único é a banalização.

Você já sofreu um estupro mental?

Você sonha? Acordado? Por quê?


Existe alguém sem segredos?


4 comentários:

Elza disse...

Olá!!
Estou passando por aqui para dar meus parabéns
pela sua indicação, ao prêmio blog 5 estrelas!
Seu blog é muito orinal, parabéns 2x!
rsrs..
boa semana.
=]

depósito de Idéias disse...

Sabe qual é a pior coisa sobre a filosofia?

Ela sempre deixa mais perguntas do que respostas...
Mas no final, é esse o sentido, né?
É assim que me sinto vivo, é assim que sinto prazer.

=*

depósito de Idéias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gui ¬¬ disse...

Nossa, quantas dúvidas, até parece eu! XDDD