quarta-feira, 6 de maio de 2009

Comidas idiotas e outras coisas infelizes

Ai, meio blue. É o que se espera de um texto que se inicia com "ai", mas enfim. Tenho mais o que fazer, mas precisando escrever - mesmo que seja essa merdinha. Eu fiquei pensando hoje, durante meu almoço solitário numa pastelaria, que eu me sinto realmente uma idiota com essas lancherias e seus nomes-de-comida bobos. Quer dizer, a gente se acostuma... Mas é tão idiota. "Me dá um McLanche Feliz/ Bib'sfiha / etc."... Sabe, hoje eu pedi um treco do gênero "pastelarica" e eu me senti uma otária dizendo isso. Tipo era de chocolate e perdeu toda a emoção. E eu detesto quando eu faço o pedido usando o nome que consta no menu e a atendente diz algo tipo "tá, o de carne? (não complica, magrona...)". Tudo bem, eu complico - eu sei. cansada, então é normal ficar "meio assim", chatona. Fiquei realmente feliz com a aula de dança de hoje, sabe. Tipo recuperei minha honra que eu tinha perdido há umas semanas... não que eu tenha feito algo digno de palminhas, mas pelo menos não protagonizei cenas estúpidas como eu andava fazendo. Mentira, eu pisei na saia, mas isso acontece... Sei lá, só sei que cansada. Tenho que ir na auto-escola, catar um punhal legal e outras atividades aleatórias. E eu apanhei feio da impressora, eu não admito isso. Sério, quando eu resolvo comprar cartucho ela resolve que não quer se unir ao meu computador... A chuva me deixou feliz. O calor me deixou completamente blé. Sono e calor é uma mistura tão morna e ruim. Eu tenho lido poucas coisas que naturalmente são do meu interesse (por exemplo, o que as pessoas que eu gosto escrevem em suas páginas) e tenho torrado meus neurônios com uns pensamentos meio negativos. Acho que a coisa mais chata é quando dois amigos que não se vêem há algum tempo começam a ter pequenos desentendimentos que, no fundo, só existem para um chamar a atenção do outro. Quer dizer, é como quando duas pessoas que não se desgrudam começam a ter pequenas briguinhas desnecessárias de quotidiano. Eu esqueci de uma teoria que eu tinha levado séculos para concluir, o que me deixou bem frustrada. Eu meio fechada pro mundo, meio sem tolerância para umas pessoas e outras, meio sem paciência pra blablablá. E meio insegura também, é claro. meio azul-marinho. Eu fico pensando o que as pessoas que não gostam de chocolate fazem em momentos tipo esse... sabe, essas pessoas devem ser evoluídas, devem ter uma fatia a menos de coração, sei lá... Eu fico pensando naquelas definições de 'como são os filhos de pais divorciados', porque desde cedo eu ouvia falar horrores sobre isso... quer dizer, uns caras tinham uma mania de insistir que as relações desses filhos, no futuro, seriam defeituosas e uma extensão do que foi vivido e mais uma pá de coisas... sei lá. Eu sou drama queen demais para dizer que não penso nessas merdas. Não falo nem da minha vivência enquanto menininha de apartamento que mora com a mãe, mas do medo que eu tenho de nunca dar certo com ninguém. Talvez minha rebeldia em relação a isso, essa história de "se prender", se deva ao fato de que eu mesma sou incapaz de algumas coisas. É, eu sou incapaz - tudo o que eu não gosto. Achei engraçado um comentário recente que falou da minha modéstia. Eu não tinha pensado nisso, digo eu não sei se pareço um bulldog metidinho pelo jeito que eu falo às vezes. O fato é que eu fiz os olhinhos de vocês, que leram isso, de vasinho sanitário. Mas foi bom pra mim, eu precisava.


10 comentários:

Grazi disse...

Me sinto meio retardada ao pedir um lanche que tem a palavra feliz no meio, mas ah, as vezes aquele é o pingo de felicidae do dia, nem que seja no nome de um lanche. (alma gorda)

Rocky disse...

bonito seu blog amiga...mas nao vou desperiçar duas horas lendo seus posts...entao vai ate o meu que tem pouco conteudo e mta qualidade e posta um comentario lá

Ivy disse...

hahahahahahaha adoro o anderson (y)

Mariana disse...

Oi, Ivy:
Nossa adorei teu texto, às vezes também tenho estes momentos em que cada coisinha irrita e faz pensar.
Bj,

Mariana disse...

Ah, e quanto à honra em aula, às vezes sai meio machucada mesmo!!!!hehehehe
Bj

gui ¬¬ disse...

Eu sou drama queen também. Muito, valeeeendo.

aiai, Ivy, Ivy. Ando tão sei lá também, sem saber que rumo todas vezenquando.

A minha cor de hoje é vermelho e cinza. Cinza eu adoro, e o dia está tão bonito, tão como eu gosto, friozinho e com ventinho, e meio gris. Vermelho, porque tem alguma coisa em mim que está me incomodando.

:P

eu sei, eu viajei
hoho.

gui ¬¬ disse...

*sem saber que rumo tomar vezenquando

Cazú disse...

Ah, eu curti - acho que o Anderson tá cada vez pior, ou melhor...

Mas, sobre lancherias: Tem uma coisa que é pior do que o nome da comida ser idiota - é o lugar ser.Tipo, o Come-Come - parece nome de joguinho de fliperama dos anos 80's.
Mas enfim...
Gostaria de comentar algo sobre a dança - mas seria escroto da minha parte.
De comida eu entendo - mas de modestias.. acho que também não.
Pra váriar continuo curtindo muito as coisas - e por favor: continue usando nossos olhinhos de vasinho sanitário!

gustavo disse...

acabo de me lembrar que me identifico muito contigo. e não se aborreça, pode pegar emprestado quando quiser, o vaso, claro.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.